Resenha Brumas do tempo | Os Highlanders #1


Brumas do tempo
Os Highlandders #1
Livro cedido pela Editora Verus
Avaliação: 4/5

Falcão é um sedutor indomável, dono de uma beleza estonteante, atrai mulheres por onde passa, não existe mulher no século XVI que não ceda aos seus encantos. Bom, no século XVI não existe, mas no XX, existe a jovem Adrienne.

Nascida no século XX, Adrienne tem uma personalidade, forte, inteligência, e já teve sua cota de relacionamentos fracassados. A jovem é órfã e desde cedo lutou para se manter firme.

Falcão, o lorde escocês acabou se envolvendo com algumas pessoas vingativas, uma delas é o rei das Fadas, ele deseja vingar-se de Falcão, pois a sua esposa, a rainha das fadas, falou do escocês com tamanha paixão que o enfureceu, então ele deixa a sua vingança a cargo do Bobo da corte, ele tira Adrienne do século XX para o século XVI afim de fazê-la se envolver com Falcão, as intenções do bobo fazer Falcão sofrer nas mãos da jovem, pois ele acha que ela não se apaixonaria por ele.

Adrienne foi escolhida exatamente por isso, por ter uma personalidade forte, ser indomável, linda e inteligente. A jovem não gosta de homens bonitos que podem machucá-la, assim como aconteceu no seu passado.

“— Eu nunca mais vou sair com um homem bonito, enquanto eu viver e respirar. Eu odeio homens bonitos. Odeio!”


Falcão deveria casar-se com uma jovem a mando do Rei, mas a jovem acaba morrendo então o Bobo mexeu uns pauzinhos para colocar Adrienne no lugar da futura esposa de Falcão. Sendo assim, o destino da jovem Adrienne e do Falcão se entrelaçam sem que nenhum deles tenha escolha.

“— Maravilha. Um playboy materialista, infiel, lindo e mimado, sem consideração e com memória ruim. E ele é todo meu. Querido doce Deus, o que eu fiz para merecer isso?”

Assim que Falcão vê a sua esposa fica completamente fascinado pela beleza que ela emana. Mas ela é a única mulher que não deseja se envolver com ele, por causa do seu passado. Falcão se vê diante de um desafio quando percebe que ela não cede aos seus encantos, e lutará com todas as suas armas para conquistar a própria esposa.

“— Ah, meu coração, há um preço... — ele murmurou.
— Você não tem coração — ela informou ao peito dele.
— É verdade — ele concordou. — Esse você já roubou. E na noite passada eu fiquei diante de você em agonia, vendo-a dilacerá-lo em pedaços.”

Bom, você deve estar pensando “nossa Thays, a premissa é igual à do livro Perdida”, sim de fato é, mas diferente de Perdida, Brumas do tempo não mostra a dificuldade da jovem em se adaptar a época. Eu senti falta disso, pois não parecia real, é como se ela não viesse do futuro. Mas isso não me incomodou tanto, por que eu gostei muito de como a personagem passou a refletir se aquele não era o seu lugar de verdade, pois aquela época trouxe a ela diversos sentimentos, até mesmo os que ela achou que não existiam mais dentro dela.

Brumas do tempo não é um livro com uma história real, pelo contrário, é repleto de magia, com uma narrativa poética, repleta de sentimentalismo e tensão. Uma coisa que eu gostei muito foi que a autora detalhou muito bem esse mundo paralelo ao dos humanos, explicando cada coisa e não deixando pontas soltas. Confesso que eu fiquei curiosa para conhecer mais desse mundo das fadas.

Falcão é um lorde escocês, guerreiro, laird, HOMÃO DA PORRA com todas as letras. Ele é intrigante, por fora um sedutor, mas por dentro é um homem que deseja uma mulher para amar e filhos para criar, ele é aquele tipo de personagem que nos faz suspirar.

Adrienne é uma personagem forte, decidida, feminista e com um coração quebrado. Vemos a luta que ela trava consigo mesmo para não se envolver com Falcão. Em muitos momentos eu a entendia, mas em outros eu queria matá-la pela sua insistência em manter Falcão longe dela.

Minha única objeção é que eu gostaria que as coisas tivessem ocorrido de forma mais rápida, alguns acontecimentos se prologaram demais, isso não interferiu a minha leitura no início, pois eu já estava fascinada com o enredo criado, mas conforme as páginas iam se passando comecei a torcer para que as coisas acontecessem mais rápidas.

É um livro que vale a pena ser lido, Karen tem uma escrita marcante, estou ansiosa para ler outros livros dela.


5 comentários:

  1. Gostei muito da resenha e fiquei curiosa para ler. Mas estou com pé atrás já que as coisas demoram a acontecer. Gosto dos livros que seja rápidos para mim, mas vou dar uma chance a esse livro. Porque é diferente do que já li.

    ResponderExcluir
  2. Amo perdida e agora estou doida para ler esse livro. Mas vou com calma já que você disse que as coisas acontecem muitos lentas. Mas ainda acho que ele vai ser uma experiência diferente.

    ResponderExcluir
  3. Esse livro tem cara de ser divertido, fiquei com vontade de ler, mas eu não sou muito fã de livros com muita enrolação. Talvez eu de uma oportunidade para ele. Gostei bastante da resenha, ela está muito bem descrita. Beijos 😙

    ResponderExcluir
  4. Cristiane Freire
    Gostei da primícia do livro,e os pedaços da história que vc colocou dá uma ideia melhor do tipo de leitura, gosto muito disso,a mocinha parece daquelas que pega o limão e faz a limonada ..amooo e o mocinho tudo de bom

    ResponderExcluir
  5. Os Highlanders está tão em alta agora. Gostei muito da sua resenha.
    Não sabia que o Highlanders tinha magia na estória, pensava que era só romance de época.

    ResponderExcluir

® Blog Thays M. De Lima - Layout por A Design