O Último dos Canalhas #2



O devasso Vere Mallory é o último dos canalhas, nas últimas décadas perdeu muitos entes queridos, entre eles seu primo Charles que deixou uma criança chamada Robin, aos cuidados de suas primas, Vere decide ir até Brighton e Robin vai com ele, porém o menino acabou adoecendo e morrendo. Vere já viveu sua cota de lutos, e talvez seja por isso que é dado sua personalidade de devasso, Vere se envolve com muitas mulheres, mas a maioria prostitutas.

“O problema é que ele é o tipo de libertino que despreza mulheres. Para ele, nós temos uma utilidade e, se fomos usadas, perdemos totalmente o valor. ”

Lydia é uma jornalista muito bem-sucedida, quando a revista estava à beira da falência ela foi contratada, esse é o único motivo no qual a deram o trabalho, estavam falindo, porém Lydia deu a volta por cima, e conseguiu cativar leitores fiéis, e a revista conseguiu se reerguer.
Lydia teve uma infância difícil e sofrida, que resultou na mulher que ela é hoje, ela ajuda a meninas e mulheres que sofrem ou irão sofrer abusos nas mãos de quaisquer pessoas.

O encontro dessas suas pessoas totalmente incomuns acontece quando Lydia está conduzindo sem nenhum lacaio e o seu cavalo fica totalmente descontrolado e quase machuca algumas pessoas, com toda pressa e persuasão para tenta livrar uma menina inocente das mãos de uma prostituta.
Vere a repreende mais ela não deixa por menos, diferente das jovens da época Lydia tem uma personalidade forte que não se deixa levar desaforos para casa, após Vere ser zombado por seus amigos ele decide envergonhá-la também lhe tomando em seus baços e a beijando, mesmo que Lydia tenha se sentido bem por um momento ela finge um desmaio e consegue lhe acertar um soco no rosto, diferente das meninas da sua época que teriam lhe dado apenas um tapa.

A notícia que o devasso Vere foi socado por uma mulher percorreu pela cidade, e em apenas um dia todo já sabiam de sua desgraça, não satisfeito Vere tem um plano em sua mente, ele irá seduzir Lydia custe o que custar.

“Não iria humilhá-la publicamente. Vere seria a única testemunha da queda, que seria em seus braços e, em seguida, na cama. E ela gostaria, e admitiria que gostava, e imploraria por mais. Depois, se por acaso ele se sentisse caridoso, cederia aos rogos. E então...”

O primeiro ponto positivo para mim na escrita da autora não só nesse livro mais no O Príncipe dos Canalhas, é como ela põe personagens femininas diferente do que se é exigido da sociedade na época. Lydia é forte, decida e não depende de homem algum.

Por trás daquele devasso existe um homem com um coração bondoso, a personalidade dele é algo que me intriga e me fez gostar ainda mais dele. Eu fico fascinada com a escrita da autora e como ela complementa o livro com descrições fascinantes. E a importância que ela dá aos personagens secundários sem atrapalhar a história é outro ponto positivo.

A rixa entre eles é tão grande que chega a ser encantador e engraçado, parece impossível que os dois fiquem juntos. Dois inimigos que se tornam amigos com uma tensão sexual enorme rondando-os.
É um livro excelente e ótimo para dar risadas com as aventuras e enrascadas que os dois se metem. O livro é maravilhoso de se ler com um mistério que prende o leitor. 


9 comentários:

  1. Tenho ouvido muita gente elogia essa livro, e quanto e bom, não gosto muito de romance de época, mas após ler muitas resenhas desse livro fiquei com uma pitada de vontade ler, pois além do romance ser envolvente, vou sair da minha zona de conforto e vou tentar ler um livro diferente do que eu costumo gostar. Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  2. aiiii adorooo! imagino q nesse livro deve ter algumas referencias também sobre o principe do canalhas né? deve ser ótimo! eu vou comprar ainda este mês! ótima resenha ameiiiiiiii

    ResponderExcluir
  3. Que legal, mal posso esperar para ler!!! *-*
    Livros da editora arqueiro são minha perdição,
    é tanto lançamento bom que eu to quase indo a falência kkkkk!
    Amei a resenha Thays! :)

    ResponderExcluir
  4. Acabei de comprar, não li o primeiro e quero muito ler esse também. E depois da resenha, agora que quero ler mais ainda. Romance engraçado e encantador, amo!

    ResponderExcluir
  5. Thays,o Vere me parece um personagem desencantado marcado pelo luto e a Lídia uma personagem que apesar de já ter sofrido muito é forte e perseverante,isso mesmo explica que como jornalista conseguiu dar a volta por cima.Além é claro de ajudar,mulheres que sofrem ou irão sofrer abusos nas mãos de quaisquer pessoas.Super engraçado ela dar um soco em Vere,ao invés de um tapa.Legal o perfil da personagem feminina ser diferente,amei isso.Gostei de saber que a autora da importância a personagens secundárias.Amo rixas engraçadas entre protagonistas com mistério melhor ainda.Beijos!!!

    ResponderExcluir
  6. Já estava louca para comprar esse livro, agora então. Quando falo que suas resenhas me levaram a falência, não é brincadeira.
    Ver uma personagem feminina forte daquela época, que não segue a regra de ser submissa ao homem em um comportamento de dama comum, é incrível.

    ResponderExcluir
  7. Eu tenho o príncipe dos canalhas,mais não li ainda, e quando eu vi esse lançamento fiquei doida pra comprar, e com essa resenha deu mais vontade ainda de ler, tô super ansiosa.

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Eu sou super fã de romances de epoca , mas confesso que desanimei um pouco de ler este livro, pois vi muitas pessoas fazendo resenhas negativas dele e como eu amei o principe dos canalhas decidi esperar pra ler este , mas a sua resenha me fez ver que ele pode ser tão bom quanto o Príncipe dos canalhas então vou recoloca lo na minha lista de desejados e assim que possivel vou ler lo.
    Parabéns pela resenha!
    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Como eu sempre comento adoro livros q a rixa entre os personagens quando á aquela tensão sexual no meio, isso me prende muito a leitura....vou falir......

    ResponderExcluir

® Blog Thays M. De Lima - Layout por A Design