Resenha Ligeiramente Casados

Ligeiramente Casados
"Mary Balogh"
Editora Arqueiro
Resenha
Em seu leito de morte o capitão Percival Morris, faz um pedido ao seu superior Coronel lorde Aidan Bedwyns, que leve a notícia de seu falecimento a sua irmã, Eve.

“-Prometa...-A voz falhou. Mas a morte ainda não o levara. De repente, o capitão abriu os olhos, e conseguiu reunir forças para levantar o braço e tocar a mão do coronel com os dedos fracos já carregados do frio da morte. Ele falou com uma urgência que apenas o fim da vida provocava. –Prometa que irá protegê-la – pediu Morris. Seus dedos apertavam febrilmente a mão do coronel - Prometa! Custe o que custar! ”

Fará um ano que Eve passou seu tempo em luto com o falecimento do seu pai, Eve é filha de um mineiro, que ficou rico após casar-se com filha rica do dono do Solar Ringwood, Eve mora com sua tia, seus dois filhos adotivos, e seus empregados, o qual ela trata com muito amor e respeito, acolhendo-os.
Quando o coronel chega a residência Eve fica devastada com a notícia,  e logo fica assombrada com as consequências daquilo, seu pai deixou a casa para ela sim, por pouco tempo, logo tudo passaria a ser do Percy, quando a morte do seu pai completasse 1 ano, passaria tudo para ele, porém a ideia de Percy era deixar tudo no nome de Eve, afinal sempre houve o risco dele morrer em campo, e se Percy morresse antes de passar tudo para o nome de Eve, seu primo herdaria tudo, a não ser que Eve se cassasse, daí toda fortuna e casa seria dela.
Sendo assim restavam apenas 4 dias para que tudo fosse do seu primo, ela, seus amigos e parentes ficariam no olho da rua, e seus empregados ficariam sem seus empregos, pois somente ela daria emprego aos que ninguém mais quer, por serem mal falados na sociedade.
Quando o Coronel, pergunta a ela se ela tem algo em que ele posso ajudar, ela mente e diz que não, afinal casamento não era bem o que ela queria no momento, porém quando o Coronel descobre pelas bocas de outras pessoas ele fica furioso, o irmão pediu para que ele a protegesse “custe, o que custar”, e é exatamente quando ele pede para que ela seja sua esposa, para que haja um casamento de conveniências, onde ele poderia ir para guerra e ela ter uma vida estável, é assim que ele a quer protegê-la.

E... eles se casaram, tiveram um casamento com uma licença especial, e toda a fortuna é dela agora. Porém quando chega a hora de Aidan ir embora, fica um buraco enorme no peito de Eve.
Porém as coisas começam a tomar um rumo diferente, quando os sentimentos começam a consumi-los mesmo à distância, e quando sua família descobre que o Coronel irmão de um duque se casou com a filha de um mineiro. Não importa sua classe era uma Bedwyns e faria parte daquela família.


Impressões
Em uma época preconceituosa, onde as pessoas se acham no dever de fofocar e tomar conta das vidas das pessoas e onde o dinheiro é maior que tudo, temos o Aidan que não liga para esses tais títulos, e nem tem preconceito, diferente de sua família, Ligeiramente Casados traz uma história onde um amor nasce em meio a dor e tristeza, a doçura e a compaixão que Eve tem pelos familiares é cativante. Aidan não tem uma vida bem normal, por sempre ir para as guerras e lutar, e quando descobre que uma família é tudo que ele quer, todos suas amarras foram soltas, e tudo que o consome é o amor.
Faz pouco tempo que comecei a me aventurar em romances de épocas, mais esse livro um dos melhores que já li, é incrível, como a maioria dos romances de épocas é contado em terceira pessoa, os personagens são fáceis de amar e torcer por eles.
A família Bedwyns, são bem duros e frios à primeira vista, mais depois vemos como são leais a família, e que cada um se ama a sua maneira.
 O que que esses homens de épocas têm? Meu deus, uma hora são “bad boys” da nossa época, agindo como cavalos, e em outros momentos são verdadeiros príncipes, apesar de ser uma época bem difícil para a vida daqueles mais pobres, esse livro faz você desejar um lugar assim, com paz tranquilidade, um amor puro e avassalador, faz você imaginar cabelos, roupas e chapéus da época, quem nunca sonhou em ter ser príncipe que atire a primeira pedra, Eve achou o seu, mais precisara, engolir, muitas coisas para consegui ficar com ele, tudo nessa época é mais exigido, comportamentos, revências, não se pode fazer feio em publica, Eve foi criada para ser uma dama, mais não age como tal.
Esse livro tem um romance leve, porém cheio de drama, os personagens são difíceis de enxergar que estão apaixonados, isso mesmo, eles não enxergam isso, mesmo que os sinais sejam explícitos.


Será que honras e títulos são maiores que o amor? Será que o preconceito da época deixa os dois viverem em paz? E maior pergunta de todas, eles conseguirão enxergar que tudo que sentem é amor?

5 comentários:

  1. Nossa que capa mais linda, a história em si é muito boa, mas sempre tive um certo receio em ler livros de época, porém quero sair um pouco da minha zona de conforto e vou tentar da um chance pra esse livro, parece ser uma história muito linda.

    ResponderExcluir
  2. comprei pela estante virtual estou aguardando chegar....

    ResponderExcluir
  3. Amo histórias assim.
    Lista infinita, ativa

    ResponderExcluir
  4. História interessante! vou já já ali saber se minha irmã tem, pra mim pegar emprestado para ler :)

    ResponderExcluir

® Blog Thays M. De Lima - Layout por A Design