Resenha | Seeker - A Guerra Dos Clãs

Livro Seeker
Seeker #1
Autor(a) Arwen Elys Dayton
Páginas  416
Editora Rocco
Livro cedido pela editora
Classificação 4/5
Adicione no skoob!
Adquira já o seu: SaraivaAmericanas

  Olá, pessoal! Hoje a resenha é do livro Seeker - A Guerra dos Clãs, primeiro volume da trilogia Seeker. Confesso que de primeira solicitei esse livro à editora pela capa, rs. É muito linda. Na verdade, a edição toda do livro é muito bonita. Tem até mapa <3 Eu sabia que se tratava de uma fantasia, mas até o momento não havia visto ninguém falar sobre o livro e, assim que ele chegou aqui em casa vi que ele era recomendado
para os fãs de Jogos Vorazes, Divergente e Jovens de Elite e fiquei super empolgada para começar a leitura.

  Logo no início a história já me prendeu. Nele, somos enviados para o interior da Escócia onde acompanhamos a vida de Quin, John e Shinobu, ambos adolescentes em treinamento. Eles já nasceram destinados a se tornarem Seekers, os defensores dos humanos. E após anos treinando, o grande dia está chegando: o dia do juramento. 

  Quin Kincaid e Shinobu MacBain são primos de terceiro grau e sempre viveram na Fazenda, treinando para se tornarem grandes Seekers. Já John veio de Londres e chegou um pouco depois à Fazenda, iniciando seu treinamento um ano depois dos demais. Eles são treinados por Briac Kincaid, pai de Quin, e Alistair MacBain, pai de Shinobu. E segundo eles, eles são os últimos Seekers restantes. 


“Desde a infância, ela ouvia as histórias de Alistair sobre Seekers que usavam suas habilidades para mudar o mundo para melhor. E treinava desde os oito anos para aprimorá-las. Se tivesse sucesso naquela luta, finalmente se tornaria um deles.” 

  Durante o treinamento eles não sabem muito sobre os Seekers, é meio como uma sociedade secreta, cheia de segredos, onde nem os humanos tem conhecimento algum sobre a existência deles. O pouco que Quin, John e Shinobu aprendem durante o treinamento é que Seekers são honrados e defendem a humanidade. Porém, eles só saberão o que realmente lhes aguarda após fazerem o juramento. 

  Algum segredo gira em torno de John, Briac não o trata como os outros, é como se ele não o quisesse ali e estivesse sendo obrigado a treiná-lo. John também não conta aos outros sobre seu passado, só que veio de Londres. Aparentemente, ele também esconde muita coisa que sabe sobre os Seekers que não deveria saber e está focado em conseguir fazer o juramento, para isso será capaz de tudo, até de deixar de lado o romance com Quin. 


“Toda sua vida girava em torno do juramento. Ele era John Hart. Tomaria de volta o que lhe fora roubado e nunca mais ficaria à mercê de ninguém. Havia prometido, e cumpriria a promessa.” 

  O livro tem seus capítulos narrados em terceira pessoa intercalados entre Quin, John, Shinobu e Maud. O que nos permite saber um pouquinho da história de cada um. Quin, por exemplo, é uma garota determinada e cresceu com o futuro definido: assim como seu pai ela se tornaria um Seeker e, por isso, dedicou sua vida toda aos treinamentos e as aulas para ser perfeita. Só o que ela não contava era que talvez tudo aquilo em que acreditasse não passasse de uma mentira. 


“Agora ela era uma Seeker, marcada para a vida inteira. Antes, acreditava que aquela marca seria um emblema de orgulho, mas agora o significado era completamente diferente. Ela havia sido amaldiçoada.” 

  Shinobu está no mesmo barco que Quin. Ele é filho de Alistair MacBain, um dos treinadores, e por isso, também cresceu com o futuro definido e como Quin, também está empolgado para fazer seu juramento. Shinobu é uma mistura de escocês e japonês, imaginem um oriental ruivo. Adorei!! E, que fique em segredo, mas ele sempre foi apaixonado pela Quin, pena que ela só tem olhos para John. 

  Já Maud, é uma Jovem Pavor. Pavores são como os juízes dos Seekers, eles estão sempre ali de olho para que os Seekers cumpram com seus deveres e juramentos. Ao todo, são três e dois deles (a Jovem e o Médio) estão hospedados na Fazenda para acompanhar o juramento dos jovens. Por ser um Pavor, Maud tem muito conhecimento e diferente do que mais há nesse meio, ela possui um bom coração. A partir de sua perspectiva podemos saber um pouco mais sobre os Seekers.

  Não quero revelar muito sobre o livro pois acho que o ideal para essa história é que se comece a ler não sabendo de muita coisa, tudo o que contei aqui acontecem nas primeiras 50 páginas. Após o juramento, a coisa começa a pegar fogo, pois vamos descobrindo a real situação dos Seekers. E, principalmente, vamos desvendando os segredos de todos. 

  A fantasia envolta nesse livro, na minha opinião, foi sensacional. Não sou de ler muitas fantasias, mas essa me cativou por ser bem sútil e por você conseguir imaginar muito bem tudo o que a autora descreve. Para mim, isso é fundamental. Outro ponto que me instigou a continuar a leitura é que a cada novo capítulo surge um novo segredo a ser desvendado que te deixa doido.  Durante o livro também há umas passagens de tempo, que são fundamentais para a história e não faz com que a leitura fique maçante, pelo contrário, a leitura é bem rápida e fluida, com muitas cenas de ação. A história não para. 

  Seeker - A Guerra dos Clãs é uma trama cheia de ação e segredos, onde a vingança e a ganancia podem botar tudo a perder, até o amor.


“– Sou uma Seeker, como éramos no princípio – disse ela. – O que procuro? A verdade. O princípio e o fim. Nosso conhecimento começou em algum lugar, em algum momento. E, algum dia, ele irá terminar.” 


14 comentários:

  1. Assim como você, também achei a capa incrível!
    Gosto de livros de fantasia , com bastante aventuras, e acredito que vou gostar dessa leitura.Principalmente pela história contar com alguns segredos.

    Fiquei curiosa! ;)

    ResponderExcluir
  2. A capa é linda na eu não curto muito fantasia mas vou tenta dar uma chance.

    ResponderExcluir
  3. Melhor parte da resenha: "Tem até mapa <3 "
    Brincadeiras à parte, eu achei a capa linda e me lembrou de alguma maneira o Rei Arthur, mas acredito que nada tem de parecido. Acho que você foi de uma maldade extrema, porque li a resenha e nem queria ler o livro, mas fiquei tão tão curiosa com o que você não falou(que djabos são os Seekers?)... Que agora estou me sentindo orfã... Quero ler!

    ResponderExcluir
  4. adorei a capa mais o livro nao faz parte do genero que costumo gostar :(

    ResponderExcluir
  5. Eu, como uma fã de fantasia, fiquei atraída por esta sinopse e sua resenha.
    Adoro livro com uma boa história e personagens bem escritos. E esta capa está, realmente, muito bonita. Com certeza, vou querer ler este livro!!
    Espero que vcs tragam mais resenhas de livros de fantasias e distopias, pois são gêneros mto bons e eu adoro!!

    ResponderExcluir
  6. Fantasia não é um gênero que costumo ler regularmente, mas essa capa , realmente incrível ,e sua resenha despertaram minha curiosidade. Coloquei na lista ...



    http://www.emcadapagina.com/?m=1

    ResponderExcluir
  7. Belíssima essa capa...E como vc, não costumo ler muito fantasia, mas essa aparece ser interessante.

    ResponderExcluir
  8. Eu não conhecia esse livro, mas fiquei super interessada nele! Eu gosto bastante de livros de fantasia, e amei saber que a fantasia do livro é sensacional. Com certeza o livro já está na minha lista *-*

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Se é recomendado para fãs de jogos vorazes e divergente, tô dentro.. hehehehe
    A capa está linda mesmo, já vai pra lista de desejados.

    ResponderExcluir
  10. Essa capa é realmente muito linda, e adorei saber que o livro tem mapa, sou viciada em mapas!
    Eu ainda não conhecia sobre a história do livro, agora já quero ler.

    ResponderExcluir
  11. Eu também achei a capa incrível, a sinopse dele também me encantou, já estava louca para ler, e depois de ler essa resenha estou mais ansiosa para ler.

    ResponderExcluir
  12. Sempre amei historias de Fantasia eu dar uma chance.

    ResponderExcluir
  13. Apesar de ter gostado muito da resenha não curti tanto a sinopse e a história do livro em si.

    ResponderExcluir
  14. Adoro fantasia e esse me pareceu um bom livro, tem uma boa premissa, mas gosto de fantasias bem exploradas e não tenho muita expectativa com esse livro quanto a isso. Mas dar uma oportunidade a livros dos quais você não espera tanto as vezes acaba se revelando uma boa surpresa. Foi assim comigo o livro O Aprendiz, por exemplo.

    ResponderExcluir

® Blog Thays M. De Lima - Layout por A Design