Resenha Half Bad

 
Livro Half Bad
Trilogia Half Bad #1
Autor(a) Sally Green
Páginas 304
Editora Intrínseca
Classificação 4/5
Adicione no skoob!
Onde encontrar: Amazon,
Livraria Cultura

  Oi, gente! Hoje trago a resenha de um livro de fantasia que me deixou louca.
  Em Half Bad, somos apresentados a uma Inglaterra onde sua sociedade é dividida por bruxos e humanos, que são chamados de félixes. A linhagem bruxa é separada por Bruxos da Luz, considerados bons e dignos; e, Bruxos das Sombras, seus inimigos, considerados a origem de todo o mal. Em meio a esse mundo, há também os meios sangues, filhos de bruxos com félixes. E, por fim, há um meio-código, e ele é o Nathan.

   Nathan é um meio-código existente. E, ser quem é no mundo em que vive pode não ser uma coisa muito boa. Filho de uma bruxa da Luz com um bruxo das Sombras, Nathan é considerado uma ameaça para o Conselho dos Bruxos da Luz, já que o relacionamento entre os dois tipos de bruxos é raríssimo e totalmente proibido. E, não para por aí, seu pai é ninguém mais, ninguém menos que Marcus, o bruxo das Sombras mais poderoso e maligno existente.


“Qualquer indicação de que um bruxo da Luz simpatiza com algum bruxo das Sombras é vista como traição. Todos os bruxos das Sombras são perseguidos por caçadores a mando do Conselho. Se são capturados vivos, sofrem Retaliação. Qualquer bruxo da Luz que ajude um bruxo das Sombras é executado. Tenho que provar a todos, o tempo inteiro, que sou da Luz, que sou totalmente leal à Luz e que meus pensamentos são puramente de Luz.”
                                                                                                                                                         
  Tendo nascido nesse meio-termo de bruxos da Luz e bruxo das Sombras, Nathan é visto pela sociedade como uma aberração. Desde pequeno sofre a discriminação e o preconceito de todos. E, conforme o tempo passa, fica cada vez mais difícil para Nathan, ele está sendo observado e monitorado pelo Conselho, que aguarda a chegada do seu aniversário de dezessete anos, onde saberão quais são seus dons e sua verdadeira definição. Será Nathan um bruxo da Luz como sua mãe? Ou, um bruxo das Sombras como seu pai?    
                                                                                                                       
– O seu corpo é assim, não você. O seu verdadeiro eu não tem nada a ver com um bruxo das Sombras. Você tem alguns dos genes de Marcus e alguns de Saba. Mas isso é físico. E não são o lado físico, os genes, seu domque fazem você um bruxo das Sombras. Você tem que acreditar nisso. É o modo como pensa e age que mostra quem você é. Você não é mau, Nathan. Nada em você é mau. Vai ter um dom poderoso, todos podemos ver isso, mas é como vai usá-lo que vai mostrar se você é mau ou bom.”
                                                                                                         
  Após sua mãe se suicidar, Nathan vive com suas duas irmãs, Jessica e Deborah, seu irmão Arran e sua avó, todos familiares por parte de mãe e bruxos da Luz. Por seu pai ser quem é, ele não pode aparecer e vive as escondidas. Por isso, Nathan não o conhece. Mas, tem esperanças de um dia poder encontrá-lo.
                                                                                                     
  Acompanhamos então sua trajetória em busca de sua segurança e de seu pai. Nathan passa por muitas coisas pesadas, principalmente o bullying. Nem a sua irmã Jessica o toca, pois acha que ele é amaldiçoado. Ele não pode ter amigos, nem se relacionar com ninguém. O Conselho controla até onde ele pode e não pode ir.

  O que me surpreendeu muito já no início do livro é que sua narrativa é bem peculiar, fazendo com que eu até pensasse em desistir do livro por estar achando a escrita estranha, mas, quando parei para ver, já estava na metade do livro e amando a história. É só questão de se adaptar, e depois que isso acontece, a leitura flui bem rápido. O livro é dividido em seis partes, e já na primeira descobrimos que Nathan está preso em um jaula, o que nos faz ler mais rápido ainda para saber o que aconteceu, como ele foi parar ali e o por quê. A capa também é bastante diferente, sendo aveludada. Comecei o livro sem muitas expectativas e agora, estou louca pela continuação, que já foi lançada aqui no Brasil com o título de Half Wild. E, parece que haverá filme, seus direitos foram comprados pela Fox 2000. AEEE!!

13 comentários:

  1. ai gente ... já tinha visto os livros desta serie ! se nao me engano tem um livro deste q a capa é até verde , fiquei super interessada na temática da serie ! eu acho q vai ser um bom entretenimento ! vou investir nele pra uma próxima leitura , ótima resenha !

    ResponderExcluir
  2. Já vi muito esse livro por aí, mas nunca tinha parado pra saber do que se tratava. A capa é linda, sem comentários, e agora a história me pareceu interessante também. Gosto de livros sobre bruxos e de narrativas aparentemente complexas, espero ter a oportunidade de ler, quem sabe ;)

    Adorei a resenha!
    Beijos,

    digaileitoresblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Que capa mais linda, adorei a edição. São pouco os livros de Bruxos que não me desperta interesse de leitura e esse foi um desses, não sei te falar o motivo, mas ao meu ver não achei a estória tão cativante e envolvente, quando imaginei que seria, mas para quem gosta e uma boa indicação de leitura.

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Faz muito tempo que não leio livro de fantasia e este livro parece ser incrível.
    Parabéns pela resenha ficou impecável.
    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Já tinha ouvido falar desse livro,já estava querendo esse livro,e agora fiquei mais curiosa pela leitura.Ótima resenha,parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Gostei da capa, porém foi um livro que não me chamou a atenção pra ler :/

    ResponderExcluir
  7. Sou louco pra ler essa Trilogia antes que vire filme.
    Adoro distopias!
    Abraços,
    André Gama, do Garotos Perdidos

    ResponderExcluir
  8. Sou louco pra ler essa Trilogia antes que vire filme.
    Adoro distopias!
    Abraços,
    André Gama, do Garotos Perdidos

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Sou louco pra ler essa Trilogia antes que vire filme.
    Adoro distopias!
    Abraços,
    André Gama, do Garotos Perdidos

    ResponderExcluir
  11. Esse livro é incrivel, maravilhoso. 5 estrelas pra mim, que gosto de fantasia. Quero mto acompanhar o nathan nos proximos livros

    ResponderExcluir
  12. Não sei porque, mas leio diversas resenhas e apesar da maioria falar muito bem do livro não consigo ter interesse.

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Logo que vi esse livro fiquei interessada e lendo a resenha gostei muito da historia, achei a historia diferente e fiquei curiosa para saber mais sobre o que o Nathan será a historia parece ser envolvente e já está na minha lista de leitura !!

    ResponderExcluir

® Blog Thays M. De Lima - Layout por A Design